Larissa Luz

Tour Trovão, Pelourinho - Salvador, 2019       

Direção: Larissa Luz       

Co-direção e Cenário: Gigi Barreto     

Iluminação: Pâmola Cidrack
Figurino: Fernando Consenday

Vídeos: Gabriel Barreto 
Desenhos: Duardo Costa

e041c7b4-d9e0-4d1a-8445-f7a9d78737e9.jpg
larissa-luz-1.png
DSC09674.jpg
6e533ab6-3cda-445e-8e8d-65a07086167b.jpg
10c763af-d154-442b-b391-8fa31e823c2a.jpg
IMG_0195.jpg
IMG_0160.JPG
IMG_0209.jpg
60042cf4-30dd-45b6-bba1-f850337fb170.jpg
95c5bae7-010b-4601-9eb1-7db50fc10a0d.jpg
d3b246f8-885a-478b-804b-90e93dab077f.jpg
c65dd7b8-444e-44ee-a461-b9e438f970f6.jpg

O show Trovão é mais um trabalho que nos leva ao universo da trajetória negra neste país: segregação, luta, resistência, afirmação. Mas, desta vez, o candomblé entra em cena na batida e na estética do afrofuturismo, movimento estético, social e cultural que resgata a ancestralidade africana, aborda temas atuais como o racismo global, assimilando e refletindo também o visual e o conceito de ficção científica. Larissa Luz é uma artista de grande poder, dirige seu próprio trabalho, formado por uma quipe de maioria de mulheres, e nós assinamos a co-direção deste projeto buscando dar forma e imagem a este candomblé contemporâneo, este show-ritual que recebe as visitas dos orixás Iansã e Exu, totalmente ressignificados. Projetamos as ilustrações do artista baiano Duardo Costa, imagens do designer Gabriel Barreto e de uma grande serpente, símbolo de poder, fertilidade, sexualidade. Trouxemos duas grandes paredes de led para o fundo do palco e duas para a frente. No meio destas estruturas, criamos uma fenda, um espaço de cerca de 80cm de largura, uma vagina, o ápice do feminino e sua potência, e atrás desta fenda colocamos luz. Com esta imagem nosso propósito é discutir sobre os desafios que a vida impõe à mulher e, à mulher negra, muito mais . Larissa Luz é uma prova viva disso, pois não somente passou por esta “fenda”, como conquistou esta luz que a ilumina, o espaço legítimo de uma das maiores performers brasileiras da atualidade.